quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Dia Um.. Na Cozinha - Bolo Rei

Feliz Ano Novooooooo, 2014 está ai :) 

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim" (Chico Xavier) 




E para começar bem o Ano, nada como o desafio do Dia Um... Na Cozinha este mês deu-nos uma prenda e lançou o Tema "Iguarias de Natal" :) sendo que existe sempre um Rei na nossa mesa, falo claro do Bolo Rei, foi esta iguaria que decidi trazer para este desafio :)

A Simbologia, a lenda e a real história que envolve o Bolo Rei

Por detrás do bolo-rei está toda uma simbologia com 2000 anos de existência. De uma forma muito resumida, pode dizer-se que esta doce iguaria representa os presentes que os três Reis Magos deram ao Menino Jesus aquando do seu nascimento. Assim, a côdea simboliza o ouro; as frutas, cristalizadas e secas, representam a mirra; e o aroma do bolo assinala o incenso.

Ainda na base do imaginário, também a fava tem a sua "explicação". Reza a lenda que, quando os Reis Magos viram a estrela que anunciava o nascimento de Jesus, disputaram entre si qual dos três teria a honra de ser o primeiro a brindar o Menino. Com vista a acabar com aquela discussão, um padeiro confeccionou um bolo escondendo no seu interior uma fava. O Rei Mago a quem calhasse a fatia de bolo contendo a fava seria o primeiro a entregar o presente. O dilema ficou solucionado, embora não se saiba se foi Gaspar, Baltazar ou Belchior o feliz contemplado.

Historicamente falando, a versão é bem diferente. Os romanos usavam as favas para a prática inserida nos banquetes das Saturnais, durante os quais se procedia à eleição do Rei da Festa, também designado Rei da Fava. Este costume terá tido origem num jogo de crianças muito frequente durante aquelas celebrações e que consistia em escolher entre si um rei, tirando-o à sorte com as favas.

Este inocente jogo acabou por ser adaptado pelos adultos, que passaram a fazer uso das favas para votar nas assembleias. Dado aquele jogo infantil ser característico do mês de Dezembro, a Igreja Católica decidiu relacioná-lo com a Natividade e, depois, também com a Epifania (os dias entre 25 de Dezembro e 6 de Janeiro). Esta última data acabou por ser designada pela Igreja como Dia de Reis, altura em que algumas famílias, nomeadamente em Espanha, procuram manter a tradição, não só comendo o bolo-rei como aproveitando a ocasião para distribuir os presentes pelas crianças.

Para além desta, havia uma outra tradição, da qual poucos terão conhecimento, que afirmava que os cristãos deveriam comer 12 bolos-reis, entre o Natal e os Reis, festa que muito cedo começou a ser celebrada na corte dos reis de França. O bolo- -rei terá, aliás, surgido neste país, no tempo de Luís XIV, para as festas do Ano Novo e do Dia de Reis. Com a Revolução Francesa, em 1789, a iguaria foi proibida, mas, como bom negócio que era, os pasteleiros continuaram a confeccioná-lo sob o nome de gâteau des san-cullottes.


Por cá, depois da proclamação da República, a proibição do bolo- -rei esteve também prestes a acontecer. No entanto, passado esse período negro, a história deste bolo tem sido um sucesso e todas as confeitarias e pastelarias se enchem de clientes para adquirir o rei das iguarias nesta quadra festiva.

Fonte: Diário de Noticias

 Por isso vamos arregaçar as mangas e fazê-lo para o dia de Reis, não custa nada :) ora vejam:





Ingredientes:

200g de açúcar                                   
750g de farinha                                  
30g de fermento de padeiro
225g de frutas cristalizadas           
200g frutos secos (Amêndoas, Avelãs, Pinhões e Nozes)
Raspas de laranja q.b.                      
Raspas de limão q.b.                         
150g margarina
1 colher de sobremesa de sal         
4 ovos                                                  
1 dl de Vinho do Porto
1 gema de ovo                                     
50g Açúcar em pó

Preparação:

Picar as futas cristalizadas, tendo o cuidado de guardar algumas para a decoração. Picar também os frutos secos e misturar tudo e deixar macerar com as bebidas.

Dissolver o fermento de padeiro em 1dl de água morna, juntar uma chávena de farinha, misturar tudo muito bem, de seguida tapar com um pano e deixar levedar fora do frigorífico durante 15 minutos. Bater a margarina com o açúcar, as raspas de limão e laranja, juntar os ovos batendo 1 a 1 e o fermento. 

Quando tudo estiver bem ligado adicionar o resto da farinha e o sal, amassar até que a massa fique elástica e macia, se necessário colocar mais um pouco de farinha. Juntar as frutas e misturar tudo muito bem.

Moldar a massa em forma de bola, polvilhar com farinha e tapa-a com um pano deixando levedar fora do frigorífico por 3 horas. Após a massa duplicar o volume coloque-a sobre um tabuleiro e faça um buraco redondo no meio, deixar levedar por mais 1 hora, pré aquecer o forno a 180 graus.

Pincelar o Bolo-rei com a gema de ovo e enfeitar a superfície com as frutas cristalizadas inteiras e os frutos secos. Espalhar o açúcar em pó em montinhos por cima do Bolo-rei e levar ao forno durante 35 a 45 minutos.






20 comentários:

  1. Olá Paulo: sem dúvida um verdadeiro "rei" em qualquer mesa de Natal. Está lindo!!!! Parece feito por profissionais.Adoro bolo-rei e ,por isso, adorei a tua participação.
    Bjn e feliz ano novo
    Márcia

    ResponderEliminar
  2. Olá! Sim, o Bolo Rei é um clássico que não pode faltar! Gostei muito da simbologia! Levo a receita comigo! :)

    Beijinhos,
    http://madamexicaras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Ficou lindo!
    Um ano novo recheado de coisas boas!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Amigo que belo bolo Rei.
    Ficou deliciosamente bonito, bem decorado e decerto saboroso. E sabe tão bem comer os nossos bolinhos.
    Um Bom Ano, com ele nos traga muitas alegrias, paz e a esperança dum amanhã melhor.
    Um beijinho extensivo a toda a familia.
    Paula

    ResponderEliminar
  5. Ficou lindo, Paulo! E adorei conhecer a história deste Bolo. :)
    Um ano 2014 cheio de realizações para ti e para os teus!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Ola senhor Herculano!!!

    Depois de absorver toda a maravilhosa informaçao acerca daquele que se diz rei nesta epoca do ano... apetece-me fazer-lhe uma venia..

    Que lindo que ficou o teu bolo sim senhor... para mim por favor e se nao for pedir muito pode ser so de chocolate??? ehehehehh

    Paulinho um 2014 cheio de coisas boas, muita paz, muita saude, muita felicidade, mas acima de tudo que continuemos com a capacidade de "brincar"!

    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  7. Ficou mesmo bonito esse teu bolo-rei, uma óptima escolha!
    Bom Ano Novo!
    Que seja bem próspero e carregado de saúde e felicidade :)

    ResponderEliminar
  8. Ficou lindo e perfeito o teu bolo rei :)
    Excelente escolha !
    Beijinho doce e feliz 2014 !

    ResponderEliminar
  9. Que bolo rei apetitoso, Paulo!
    Excelente participação!
    Bjs e bom ano!

    ResponderEliminar
  10. Olá Paulo
    Um bolo rei que ficou mesmo um Rei, muito bonito e delicioso com toda a certeza
    Beijokas e um bom ano

    ResponderEliminar
  11. Que bonito! Fiquei a saber um pouco mais acerca da história do bolo rei! Obrigada!
    Também fiz um bolo rei para passear neste desfile!
    Um óptimo 2014
    Beijinhos

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Mas que belo Bolo Rei!!! Digno se um Rei não há dúvidas
    Beijinhos e um Bom Ano
    Lúcia

    ResponderEliminar
  13. Oh Paulo, isto é bolo de profissional!! Grande pinta, sim senhor!!
    Beijinhos e feliz 2014!

    ResponderEliminar
  14. Olá Paulo,

    não tinha ideia de toda esta informação, é sempre bom aprender:)
    Também faço todos os anos e mais que um e é bem melhor que o de compra, está fofo e com muito bom aspecto, uma delicia.
    Um bom ano para vocês tudo dde bom para o Tomás, que nunca falte a saúde, paz e amor, bom 2014.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Olá Paulo! Obrigado pelo post, fiquei a conhecer um pouco mais a história desta iguaria que é o bolo rei. E foi uma boa escolha da tua parte, já que ele está presente em praticamente todas as casas portuguesas, nesta quadra. E que dizer mais?! Olha, o teu bolo ficou lindo, só lhe tirava algumas frutas, mas isso já é o meu gosto pessoal a falar. Perfeito.
    Um abraço e votos de um Feliz Ano Novo, com muito sucesso. ;)

    ResponderEliminar
  16. Olá Paulo,
    Obrigada pela informação, é sempre bom sabermos a origem das coisas e neste caso de um bolo que adoro, mas que não me atrevo a experimentar :) (fiz apenas uma vez há muitos anos atrás e não correu muito bem).
    Adorei o teu bolo e adoro tudo o que leva, desde frutos secos a frutas cristalizadas. Louvo o teu talento para estas lides e vejo que estás cada vez mais um pro em coisas complicadas :)
    Desjo-te um ano de 2014 cheio de coisas boas, para ti e para os teus
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  17. Adoro estupendo bolo de rey que rico todo muy bien hecho,saludos y buen año 2014,hugs,hugs.

    ResponderEliminar
  18. Paulo,

    De novo: Bom Ano de 2014 com tudo de bom para ti e familia ! :)
    Obrigada por te teres juntado a nós uma vez mais (nem poderias faltar.. eheheh) com este fantástico bolo rei ! Ainda nunca experimentei fazer nenhum, tenho de tentar pois até há receitas para a Bimby o que deve facilitar imenso a coisa ! :)
    Ficou lindo, adorei aprender sobre a história dele !

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Ficou maravilhoso, excelente aspeto!
    Bom ano 2014, bjs
    Susana

    ResponderEliminar
  20. Que coragem, Paulo!!! Um dia hei-de encher-me dela e experimentar fazer bolo-rei. Este ficou com óptimo aspecto!

    ResponderEliminar