terça-feira, 30 de abril de 2013

Creme de Coentros


Quem não gosta de coentros?  Nós cá por casa adoramos e assim que encontre algo para utilizar coentros com fartura experimento. Como por exemplo nestas Lulas Estufadas com Molho de Coentros que já partilhei convosco, hoje trago um cremezinho divinal, mas antes que tal umas curiosidades sobre esta erva?

O Coentro é uma planta da família da umbelíferas, existe durante todo o ano e atá para quem vive em apartamento pode plantar num vaso. O coentro é muito aromático e deve ser pouco picado, pois se o picarem demasiado perde o seu sabor.
Esta maravilhosa erva tem imensas propriedades (retirei esta informação do site 


É digestivo, antisséptico e calmante. Na Índia é considerado afrodisíaco, serve para aumentar as glândulas mamárias.

O coentro tem quatro vezes mais caroteno do que a salsa e três vezes mais cálcio do que esta. Tem ainda proteínas, sais minerais, vitamina B e niacina. As folhas são muito ricas em ferro e vitamina C.

Tanto os coentros como a salsa ajudam a neutralizar o hálito do alho.

A tisana das folhas combate ainda a fadiga e alguns tipos de enxaquecas. As suas sementes são um excelente digestivo quando mastigadas depois da refeição.

Alivia dores de estômago em caso de digestões difíceis, vómitos e flatulência, estimulando o apetite e ajudando a secreção gástricos e intestinais.

Na medicina chinesa inalam-se os vapores dos ramos dos coentros e massaja-se o corpo com chá para acalmar a comichão e eliminar as borbulhas do sarampo.

Na antiguidade, os coentros eram mais utilizados pelas suas propriedades medicinais, mas hoje em dia é mais comum serem usados na culinária.

Por agora vamos ao que interessa, a bela da receita e fotos.



Ingredientes:

200g de Batata                   
1 ramo de coentros           
¼ Cebola              
Leite e sal Qb                      
2 Fatias de pão de forma

Preparação:

Coze-se as batatas com sal, depois de cozidas partem-se e colocam-se numa tigela. Lava-se os coentros e fervem-se com água e sal. No fim de servidos, escorrem-se e juntam-se na tigela.

Entretanto pica-se a cebola e junta-se na tigela. Junta-se leite e pica-se com a varinha mágica, vai-se juntando o leite até ficar na consistência desejada. No fim tempera-se com sal.

Corta-se as fatias de pão em cubos. Numa frigideira, coloca-se azeite, quando estiver quente coloca-se o pão a tostar.
Serve-se a sopa com o pão por cima.

(Retirado do Programa Clube de Cozinheiros)



segunda-feira, 29 de abril de 2013

Massa Niçoise


Vamos dar inicio a uma serie  de muita coisa para ler :) e hoje é sobre o Atum fui à procura do benefícios e vejam o que encontrei, vou comer mais atum :)

O atum possui vitaminas e minerais necessários ao organismo, os quais ajudam a regular o processo metabólico e a fortalecer as estruturas celulares do corpo, evitando assim doenças nutricionais e conservando a boa saúde.

• Vitaminas:

Vitamina E: Ajuda na saúde da pele e do cabelo. Fortalece ossos, dentes e ajudam na visão.
Vitamina D: Além de fortalecer os ossos e os dentes, regula a absorção do cálcio e o fósforo no trato intestinal.
Niacima: Substância primordial nos processos de respiração.

• Minerais:

Fósforo: Elemento fundamental para o desenvolvimento dos ossos e dentes.
Potássio: Ajuda na vitalidade das células.
Sódio: Mantém o equilíbrio dos líquidos no organismo.
Magnésio: Importante nas sínteses das proteínas, o mineral favorece o combate de problemas de concentração, enjoo, nervos e cãibras nas pernas. (Mena podes receitar também em vez de bananas)
Ferro: É um elemento essencial na pigmentação sanguínea (hemoglobina) e muscular. A deficiência da substância causa anemia, já que o ferro é necessário para regular a produção de sangue.

O atum possui maior valor proteico do que a carne bovina, aves, peixes e porco. É considerado um dos alimentos mais eficientes de reforço da estrutura corporal e é uma grande fonte de nutrientes que reconstroem as células corporais e celulares. O alimento também é rico em ácidos insaturados que previnem diversas doenças cardiovasculares e baixam a pressão sanguínea de hipertensos.

Sendo assim, o atum é um dos alimentos mais completos de nutrientes e pertence a dois dos três grupos em que se classificam os alimentos: reguladores, formadores e energéticos.

Regulador: Alto conteúdo de vitaminas e minerais que compensam o corpo e mantém o equilíbrio do organismo.
Formador: Contém uma percentagem representativa de proteínas que constroem e mantém os músculos e tecidos do corpo em forma.
www.menuespecial.com.br

  

Ingredientes:

200g de Massa Macarronete Riscada                           
150g de Tomates de Cereja                            
200g de Feijão Verde
100g de Queijo Ralado ou em Cubos                            
2 latas de Atum ao Natural                              
3 Ovos
Manjericão qb                                                                   
1 c. (café) de Sal

Preparação:

Coza a massa em água com sal, escorra, passe por  água fria e reserve. Coza os ovos durante 12 minutos, depois da água começar a ferver, retire do tacho, coloque em água fria e depois destaque.

Retire as extremidades ao feijão-verde, corte-o em tiras largas e coza-os em água com sal. Escorra, passe por água fria e reserve. Lave os tomates  e corte-os ao meio. Abra as latas de atum, escorra a água e lasque o atum. Numa taça, misture a massa com o feijão-verde, o tomate, o atum e os ovos previamente cortados em gomos. Polvilhe com queijo ralado e sirva.

Retirada da Revista Saúde à Mesa n.º 79


domingo, 28 de abril de 2013

Bolachas de Chocolate e Baunilha

Tive a minha primeira experiência com o dispara bolachas, bem julgo que quem experimenta pela primeira vez esta ferramenta :D não corre logo bem :) não consegui descolar uma única bolacha, mas sou teimoso demais para desistir e vou voltar a tentar :) estas bolachinhas vem de mais um blog amigo neste caso da querida Élia que tem O Gosto Pela Cozinha :) que tem mesmo gosto pela cozinha, é mais um blog que aconselho a visitarem :) estas bolachinhas "plagiei" mas com os devidos direitos daqui 

Durante esta semana que se aproxima, vou deixar algumas curiosidades, e vai haver um ingrediente principal que vai aparecer 2 vezes esta semana, qual será? Vão ter de esperar hehehe... ahhh e para o dia do trabalhador vai haver um super bolo para os gulosos e que bolo este :) bem mas agora vamos as bolachas que é melhor não quero que venham dizer que estou a provocar e depois fica tudo curioso, não é esse o objectivo, longe de mim... :D




Ingredientes:

1 ovo
100 gr de açucar
180 gr de margarina
300 gr de farinha
1 colher de sopa de chocolate em pó
1 colher de sopa de aroma de baunilha
1 colher de sopa de fermento em pó

Preparação:

Misturar a margarina com o açucar, juntar o ovo batido, mexer muito bem. De seguida juntar o chocolate, a baunilha e o fermento, e por fim a farinha. Amassar muito bem até se despegar das mãos.

Colocar a massa no dispára biscoitos, escolher o disco que prentede e disparar para um tapete de silicone ou papel vegetal, levar ao forno, cerca de 20 minutos, até estarem douradinhas




sábado, 27 de abril de 2013

Mousse de Maça Verde

Como recebi algumas reclamações (ok, foram duas) e aqui no The Wild Kitchen temos sempre em conta qualquer tipo de reclamação, vamos voltar a dar a definição do dia da semana :) começando pelo Sabbatum originário do hebreu Shabbat :) diz a Wikipédia que o dia de Shabbat era dia de descanso dos israelitas :). o sábado é o ultimo dia da semana, seguindo a lógica :) se a semana começar ao Domingo :)

Bem como é sábado :) que tal uma sobremesa light :) tenho andado a portar me mal, por isso hoje partilho convosco uma sobremesa que sabe muito bem no verão, é fresca :) vamos à receita e a fotos:




Ingredientes:

5 Folhas de gelatina                           
3 Maças verdes (eu utilizei duas e acho que é suficiente)
2 dl de Iogurte Natural                     
4 Colheres de sopa de Açúcar
3 dl de natas

Preparação:

Demolhe a gelatina em água fria. Lave as maças e retire o caroço. Pique as maças com casca em pedaços pequenas (eu cortei com a faca em brunoise)

Misture os iogurtes com o açúcar numa tigela até o açúcar dissolver, junte as maças picadas ao iogurte. Dissolva a gelatina em 3 colheres de sopa de água muito quente e deite a gelatina dissolvida na mistura de iogurte com maça e mexa bem.

Bata as natas até ficar em chantilly. Envolva no anterior preparado, mexendo bem. Verta para uma forma, cubra com papel aderente e leve ao frio (no meu frigorifico foi +/- 3 horas) Retire quando a mousse estiver consistente.

Desenforme e sirva decorado a gosto.

Retirada da Revista Boa Mesa




sexta-feira, 26 de abril de 2013

Bacalhau Conventual

Chegou a tão desejada Sexta feira :) bem para mim hoje não era o dia que eu queria que chega-se pois como estou de férias significa que estão a acabar mas enfim :)

Para hoje trago mais uma receitinha de bacalhau e esta receita foi "roubada" de mais um blog amigo, neste caso este blog já sigo muito antes de andar aqui na blogoesfera :) e sem mais demoras informo que está receita foi roubada do Blog da nossa querida Sandra Batista do Blog Doçuras & Especiarias se ainda não conhecem aconselho a visitar, na zona onde ela tem Caderno de Receitas, tem lá as mais variadas receitas que são maravilhosas, este bacalhau é sem dúvida nenhuma muito bom, podem encontrar a receitinha aqui :)



Ingredientes:


2 Postas de bacalhau          
500 gr. Batatas                     
1 Cenoura             
2/3 folhas de couve portuguesa
1 Cebola                                               
2 dentes de alho                 
1 pacote grande de molho bechamel
Leite q.b.                              
Queijo ralado q.b.               
Azeite q.b.
Sal e pimenta q.b.               
Noz-moscada e alho e pó q.b.

Preparação:

 Numa panela leve a ferver um litro de àgua temperada com um pouco de sal e coza as postas de bacalhau.
 Retire as postas de bacalhau, na mesma água em que cozeu o bacalhau, coza a cenoura cortada em rodelas e a couve cortada em tiras.

 Entretanto, coloque as batatas a cozer, assim que estiverem cozidas, reduza-as a puré, deite um pouco de leite e margarina até obter a consistência desejada, mexa muito bem, tempere com o sal, a pimenta, a noz moscada e alho em pó.

 De seguida, numa frigideira faça um refogado com o azeite, a cebola cortada finamente e os alhos picados, junte o bacalhau desfiado e lascado, os legumes, envolva tudo muito bem e apague o lume.

 Numa travessa de ir ao forno, disponha o puré de batata, por cima deite o refogado de bacalhau e dos legumes, regue com o molho bechamel e polvilhe com o queijo ralado.

 Leve ao forno a gratinar nos 180ºC, durante aproximadamente 20 minutos.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Almôndegas de Aves com Molho de Tomate e Beringela

Neste dia de 25 Abril dediquei me mais a cozinha :)  e saiu estas Almôndegas :) que gosto muito, dão sempre um pouco de trabalho, mas vale a pena o esforço pois ficam divinais e sem mais demoras, deixo a receita e as fotos :)



Ingredientes:

2 Cebolas                              
3 dentes de Alho                                
800g de Carne de Aves Picadas                      
Salsa qb
1 Ovo Grande                      
1 c. (sopa) de Pão Ralado                  
Pão Ralado qb                                                     
1 c. (café) Sal
2 c. (sopa) de Azeite           
4 Tomates maduros                            
Manjericão qb                                                    
1 Beringela pequena

Preparação:

Descasque as cebolas e os dentes de alhos, pique-os finamente e coloque metade numa taça. Junte a carne de aves, salsa picada a gosto e envolva tudo muito bem. Forme pequenas bolinhas com a ajuda de pão ralado e reserve.

Coloque num tacho a restante cebola e dentes de alho, regue com azeite e leve ao lume até ficar macio. Lave os tomates, retire-lhes o pedúnculo, faça-lhes um corte em cruz e escalde. Limpe de pele e sementes e corte em pedaços. Junte à cebola, regue com 3 dl de água e leve ao lume, mexendo sempre. Retire do lume, junte manjericão a gosto e triture tudo muito bem.

Retire as extremidades à beringela e corte-a em cubinhos. Junte ao molho de tomate e leve novamente ao lume durante 5 minutos. Acrescente as almondegas e regue com mais um pouco de água, se necessário, até ficarem submersas. Retifique os temperos, tape e deixe cozer, em lume brando, durante 25m. Retire do lume e sirva.

Retirada da Revista Saúde à Mesa n.º70



quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bolachas de Aveia, Coco e Chocolate

Antes de começar a minha publicação de hoje, que é mais uma experiência de uma receita de um blog amigo :) venho pedir desculpa por estar ausente das vossas cozinhas, como estou de férias e tem estado um sol maravilhoso, temos aproveitado para passear com o pequenino. 

Agora vamos falar destas bolachas que são deliciosas, vi a receitinha no Blog da Querida Ana Rita, mais uma :) queria fazer umas bolachas e nunca tinha feito, dei algumas receitas a escolher à Liliana e ela escolheu estas :) à que começar a treinar, pois quando o piolho comer eu quero estar perito a fazer bolachas :) A receitinha da podem encontrar aqui e aproveitem se ainda não conhecem para ir lá conhecer :) 





Ingredientes:

(Chávena 250 ml)
1 cháv. manteiga sem sal, temp. ambiente (16 c. sopa)                            
1 cháv. açúcar amarelo, apertado na chávena
6 c. sopa de açúcar branco                             
2 ovos                                   
1+1\2 c. chá de extracto de baunilha
1\2 c. chá de sal                                                                                 
1\2 c. chá de bicarbonato de sódio
1+1\2 cháv. de farinha                                                                                     
2+1\4 cháv. de flocos de aveia
1+1\2 cháv. de côco                                                                                        
2 cháv. de pepitas de chocolate

Preparação:

Pré aquecer o forno a 180ºc e preparar 2 tabuleiros com papel vegetal ou tapete de silicone. Na batedeira colocar a manteiga e os açúcares. Bater até formar um creme leve e fofo. Adicionar os ovos um de cada vez batendo entre cada um. Deitar a baunilha, o sal e o bicarbonato. Colocar agora a farinha e envolver tudo. Acrescentar a aveia, o côco e as pepitas  mexendo até estar tudo bem ligado.

Deitar nos tabuleiros porções de massa, com uma colher de gelado ou com uma colher medidora de 1\4 chávena. Pressionar um pouco cada porção.Deixar espaço entre as bolachas para que cresçam à vontade no forno, por 15 minutos, rodando a meio do tempo o tabuleiro.  Deixar arrefecer numa grade metálica e guardar.



terça-feira, 23 de abril de 2013

Pãezinhos Doces

Tertia Feria é o Latim de Terça feira :) estou esperto eu hein, ou então é mesmo a Wikipédia :) por acaso com esta brincadeira aprendi que os Povos Pagãos antigos dedicavam os dias a um dos seus deuses, a Terça feira eles dedicavam ao astro Marte, claro que originou outras denominações, em espanhol diz-se martes e em italiano martedi, no meio de tanta coisa hoje trago uma receitinha simples para fazerem um lanchinho :) normalmente faço quando por algum motivo não tenho pão em casa faço estes pãezinhos que acompanhados com doce, queijo e fiambre ou até só com manteiga.





Ingredientes:

225 gr de Farinha      
                         
1 c.(sobremesa) de Fermento em Pó   
                          
25gr de Açúcar

1 Ovo 
25gr Manteiga                                                               
1.5dl de Leite
Sal qb

Preparação:

Comece por peneirar a farinha com fermento. Verta para uma tigela e adicione o sal, o açúcar e o leite amornado. Depois, junte a manteiga, previamente derretida e o ovo. Misture com uma colher de pau, de modo a que ligue os ingredientes sem, contudo bater a massa. Polvilhe um tabuleiro com farinha e com a ajuda de uma colher (de sopa), disponha a massa em montinhos. Leve a cozer a cerca de 200ºC durante 15m. Sirva os pãezinhos ainda quentes.

(Retirada do Livro Doces Tradicionais Pasteis & Queijadas pag.41)







segunda-feira, 22 de abril de 2013

Panacota de Coco com Caramelizado de Abacaxi


Hoje é aquele dia da semana, que grande maioria de nós não gosta :D a palavra segunda feira é originária do latim Secunda Feria e segundo a Wikipédia os Povos Pagãos antigos dedicavam este dia ao astro Lua o que originou outras denominações, em espanhol diz-se Lunes e no Italiano Lunedi ambas significam Lua, em inglês diz Monday e em alemão montag que significam dia da Lua. 

Tem graça que a Wikipedia diz que a segunda feira é o dia mais aborrecido da semana, pois é o primeiro dia de trabalho após o fim de semana, mas eu diria aborrecido é pouco :) por isso vamos esquecer que é segunda pois ela está a acabar e vamos debruçar nesta maravilhosa sobremesa que partilho hoje, esta é mais uma experiencia que fiz através de uma receita que vi num blog 1 toque de canela este blog tem de tudo um pouco e de várias cozinhas do mundo, quando bati os olhos nesta sobremesa tive de experimentar e ficou aprovada :) façam um visitinha ao  blog 1 toque de canela  que vão gostar, a receita podem encontrar aqui.

Ingredientes:

300 ml leite de coco                                          
200 ml natas                        
1 c. (sopa)  de açúcar em pó
3 folhas de gelatina                                            
Abacaxi                                 
Açúcar mascavado
Folhas de hortelã 

Preparação:
Comece por aquecer as natas e colocar as folhas de gelatina de molho em água fria. Quando as natas estiverem quase a ferver escorra as folhas de gelatina e incorpore-as nas natas quentes mexendo até dissolverem. Misture o leite de coco e o açúcar em pó. Coloque em tacinhas ou numa grande, como preferir. Leve ao frigorifico para solidificar.

Prepare o molho de abacaxi cortando-o em cubinhos. Coloque numa frigideira anti-aderente o açúcar e o abacaxi e vá abanando ocasionalmente até caramelizar. Desligue o lume e triture. Eu triturei pouco, deixando uns pedacinhos de abacaxi.

Quando a panacota estiver solidificada é só colocar o molho do abacaxi por cima, colocar umas folhinhas de hortelã e servir!





domingo, 21 de abril de 2013

Rolinhos Chineses no Forno com Molho Agridoce e Arroz Chau Chau


Durante esta semana, vou trazer curiosidades sobre os dias da semana, segundo a Wikipédia o Domingo é o primeiro dia da semana, por fundamentação bíblica e etimológica é considerado o primeiro, mas por ordenação de trabalho é considerado o último, como nem todos começam a semana laboral à segunda, vou partir do Domingo J Assim o Domingo tem origem do latim dies Dominicus, que significa o dia do Senhor.

Os povo pagãos antigos fazia referência ao seu deuses dedicando este dia ao astro Sol o que originou denominações para este dia, em Inglês (Sunday) e no Alemão (Sonntag) com o significado dia do Sol, por acaso hoje está um belo dia de sol. Por isso nada melhor que uma refeição especial e triplicar, vamos ter 3 receitas J numa só, vamos começar pelo Molho Agridoce:



Ingredientes :   
             
3 c. (sopa) de polpa de tomate                       
3 c. (sopa) de ketchup      
30 ml de vinho de arroz (se não quiser use vinho branco, foi o que fiz)
3 c. (sopa) de vinagre de vinho branco         
1 c. (chá) de molho de soja              
2 c. (sopa) bem cheias de açúcar   
1 c. (sopa)de farinha maisena                         
200 ml de água

Preparação:

Molho Agridoce:  Numa tigela, dissolva a farinha maisena com um pouco de água. Num tacho, misture o ketchup, a polpa de tomate, o vinagre, o vinho de arroz, o açúcar e o molho de soja. Tempere com umas pedrinhas de sal. Por fim, junte a água e deixe ferver. Quando começar a ferver, adicione a farinha maisena dissolvida e mexa. Logo que engrosse, retire do lume e deixe arrefecer.

http://www.saborintenso.com/f21/rolinhos-chineses-no-forno-molho-agridoce-34519/



Depois do molho agri doce, vamos arregaçar as mangas para os Rolinhos Chineses no Forno:



Ingredientes :

250g de massa filo                             
400g de carne de vaca picada        
1 cenoura grande ralada
300g de couve lombarda cortada em juliana                              
1 Alho francês cortada em tiras      
100g de rebentos de soja
Azeite q.b.                           
2 c. (sopa)de molho de soja             
Sal q.b.

Preparação:

Numa panela com água a ferver, tempere com um pouco de sal. Adicione a couve e a cenoura. Mexa e deixe ferver. Logo que comece a ferver, retire e escorra. Numa frigideira grande, leve ao lume 4 colheres de sopa de azeite e deixe aquecer. No azeite quente, frite a carne. Enquanto frita, esmague com um garfo para que fique bem soltinha. Tempere com sal.
 Quando a carne estiver frita e bem soltinha, junte o alho francês e envolva. Adicione a mistura da couve com a cenoura e deixe saltear bem. Por fim, junte os rebentos de soja e o molho de soja. Deixe saltear tudo sem deixar cozinhar demasiado os legumes.
Corte as folhas de massa filo em 4. Num prato, pincele uma folha de ambos os lados com azeite. Por cima, coloque mais uma folha de massa filo e pincele com azeite. Por fim, coloque uma 3ª folha também pincelada com azeite. No centro, coloque 2 colheres de sopa de recheio. Aconchegue o recheio para que consiga enrolar facilmente. Dobre as pontas da massa e enrole como um crepe para que fique bem aconchegado. Repita o processo até acabar os ingredientes. Coloque os rolinhos num tabuleiro de ir ao forno previamente pincelado com azeite. Leve os rolinhos ao forno pré-aquecido no 210º e deixe assar entre 10 a 15 minutos. Quando estiverem loirinhos e estaladiços retire-os.

http://www.saborintenso.com/f21/rolinhos-chineses-no-forno-molho-agridoce-34519/

Por fim e para fazer um acompanhamento à altura, vamos a um Arroz Chau Chau J este é como faço, pois foi o que me explicaram num restaurante chinês J



Ingredientes :

2 Chávenas de Arroz Agulha
2 Cenouras cortadas em cubos pequenos
2 Chávenas de Ervilhas
1 Chávena de Milho
2 Ovos
Sal, água e manteiga qb

Preparação:

Começamos com o arroz, colocamos um tacho com água ao lume, temperada com sal e umas gotas de vinagre este serve só para deixar o arroz mais solto. Deixamos ferver e colocamos o arroz e deixamos cozer por 10 minutos, findo este tempo, escorre-se o arroz e passa-se por água para cortar a cozedura.

Entretanto, enquanto o arroz coze, colocamos uma panela ao lume, também com água e temperada com sal e quando começar a ferver coze-mos as ervilhas, o milho e a cenoura. Quando estiver cozido, escorre-se e reserva-se.

Por ultimo, numa frigideira, colocamos um pouco de manteiga e fazemos os dois ovos mexidos, para que fique tipo farrapos.

Depois é só colocar numa taça misturar tudo e voilá J

Bom apetite e bom Domingo a Todos.

sábado, 20 de abril de 2013

Ferraduras

Neste sábado primaveril, venho partilhar convosco mais uma receita que experimentei de um blog que acompanho, acho que andar a visitar blogs, só para ter visitas, não faz parte de mim, quando visito gosto de ver as receitas e se forem do meu agrado, experimento, esta foi uma delas. 

Estas ferraduras e tal como a Ana Rita  fazem me lembrar a minha infância, adolescência e até a fase adulta :), no caso da Ana Rita  foi só a infância :) eu tenho o privilégio de a padaria ainda existir e vender as belas das ferraduras :), mas já me tinha perguntado como se fariam, numa pesquisa que fazia no Blog Bem Bons (que tem muita coisa boa :) passei por esta receita  e tive de ir de imediato para a cozinha, hoje voltei a fazer, mas desta vez juntei raspa de limão, posso dizer que ficou divinal, a receita originas podem encontrar aqui  e se ainda não conhecem visitem este blog ;) 





Ingredientes:

300 gr de farinha integral
125 gr  de açúcar amarelo
1 c. chá de fermento em pó
1 c. chá de canela em pó
1 c. de chá bem cheia de erva doce em pó
130 ml de azeite
Raspa de 1 Limão
3 ovos + 1 gema

Preparação:

Pré aquecer o forno a 200ºc e preparar os tabuleiros com papel vegetal.
Mistura a farinha, o açúcar, o fermento, a canela,a erva doce e raspa de limão numa tigela e reservar.
Aquecer o azeite e deitar sobre a farinha reservada.
Mexer com uma colher de pau.
Bater os 3 ovos e depois adiciona-los à massa, mexendo até ligar.
Numa bancada polvilhada de farinha, deitar a massa e com um pouco mais de farinha para ajudar, amassar tudo até que a massa não se cole ás mãos.
Fazer rolinhos de massa e dar o efeito de ferradura.
Bater a gema com uma pinga de água e pincelar as ferraduras.
Colocar no forno até que fiquem douradinhas, cerca de 20 minutos.
Deixar arrefecer e depois guardar em sitio seco e hermético para que se mantenham.





sexta-feira, 19 de abril de 2013

Tortinhas de Cenoura com Frutos Vermelhos

Chegou a desejada Sexta-Feira e para comemorar que tal umas tortinhas, deliciosas :) 





Ingredientes:

Para as tortinhas:               

5 Cenouras médias                             
5 Ovos                  
Raspa de 1 Lima                  
120g de Farinha                                               
1 c.(chá) de Fermento em Pó           
Açúcar para Polvilhar

Para o Recheio:                   

200g de Framboesas                          
120g de Açúcar                   
Sumo de 1 Lima

Preparação:

Prepare o recheio: Deite as framboesas para um tacho, junte o açúcar e o sumo de lima, leve ao lume e deixe cozinhar 10 minutos. Retire do lume e deixe arrefecer.

Para as tortinhas: Descasque as cenouras, corte-as em pedaços, deite para um tacho e adicione água quente. Leve ao lume, deixe cozer até ficarem bem tenras e escorra-as.

Ligue o forno a 180ºC. Forre o tabuleiro do forno com papel vegetal e barre-o com creme vegetal. Deite os ovos para uma taça, junte o açúcar e bata durante 20 minutos.

Reduza a cenoura a puré e junte-a delicadamente à mistura dos ovos, bem como a raspa da lima, a farinha e o fermento, deite no tabuleiro e espalhe. Leve ao forno durante 15 minuto, retire, desenforme sobre um pano de cozinha polvilhado com açúcar e deixe arrefecer.

Depois de fria, retire do papel da massa e barre-a com o recheio de framboesa. Corte em rectangulos pequenos, enrole e sirva com decoração a gosto.

Nota: Também fica bem com Amoras.
Retirada da Revista Saúde à Mesa n.º 78